Thereza Silveira

Psicóloga Clinica. Especialista em Terapia Cognitivo Comporamental. Ciencia que busca estudar as estratégias e intervenções, baseadas em evidências para ajudar as pessoas a superar suas queixas. Ajudando gerenciar melhor os problemas de relacionamento, ansiedade, estresse, medo, depressão, distúrbios alimentares, abuso de substâncias, psicoeducação de filhos.


PERGUNTAS FREQUENTES

O que é psicologia?
Ciência que trata dos estados e processos mentais, do comportamento do ser humano e de suas interações com um ambiente físico e social. A palavra provém dos termos gregos psic (alma ou atividade mental) e logía (estudo).

Quais são as áreas de atuação de um psicólogo?
A formação do psicólogo o habilita a atuar em qualquer uma das áreas da psicologia, descritas na Resolução CFP 13/2007, sendo elas: Psicologia Clínica; Escolar/Educacional; Psicologia Organizacional e do Trabalho; Psicologia de Trânsito; Psicologia Jurídica; Psicologia do Esporte; Psicologia Hospitalar; Psicopedagogia; Psicomotricidade; Psicologia Social; Neuropsicologia.

O que faz o psicólogo clínico?
Não se deve confundir o psicólogo clínico com o psiquiatra. Em linhas gerais, o psicólogo conversa, porem, ele estará ligado na escuta,uma escuta técnica. É o profissional preparado não só para te ouvir mas também para ajudar você acomodar e acolher suas emoções, agradáveis e desagradáveis. Também irá te ajudar mostrando aspectos de você mesmo que não teria condições de descobrir sozinho. Já o psiquiatra é um médico que, alem te ouvir utiliza também medicações para tratar as desordens mentais, como depressão,fobias, ansiedade insônia...

O que é depressão?
A depressão é uma perturbação do humor caracterizada por um conjunto de sintomas, que incluem tristeza, angústia uma diminuição do interesse pela realização de tarefas, perda de apetite, alterações do sono (insônia ou excesso de sono), fadiga e perda de energia, sentimentos de desvalorização ou
culpa excessiva, visão negativa e pessimista da vida.

O que é ansiedade?
A ansiedade é uma das emoções mais perturbadoras que as pessoas podem sentir. É, algumas vezes, chamada de medo ou nervosismo.
Acontecimentos, positivos e negativos, importantes da vida podem contribuir para o surgimento da Ansiedade, principalmente quando os indivíduos enfrentam experiências difíceis e aversivas no cotidiano.
Estes acontecimentos propiciam alterações físicas, comportamentais e cognitivas (pensamentos), que o indivíduo experimenta quando está ansioso. A sensação de que se está em perigo, ou de que está sendo ameaçado ou vulnerável ao ambiente e pessoas. Essa ameaça ou perigo pode ser físico, mental ou social. A ameaça física ocorre quando acreditamos que seremos agredidos fisicamente; ou uma ameaça social ocorre quando acreditamos que seremos rejeitados, humilhados, envergonhados ou criticados. Uma ameaça mental ocorre quando algo faz com que nos preocupemos de que estamos ficando loucos ou de que podemos adoecer e até morrer a qualquer momento.

A percepção de ameaça varia de pessoa para pessoa. Crescer em um ambiente caótico e inconstante pode levar uma pessoa a desenvolver o transtorno, concluindo que o mundo e as pessoas lhe oferecem riscos à sua integridade. Desta forma, sentem-se mais ansiosas.
O ambiente que a pessoa esteve inserida na sua infância predispõe a manifestação da Ansiedade, na relação do indivíduo com o mundo
A Ansiedade é considerada uma doença ou problema emocional, quando ela aparece intensamente nas relações do indivíduo, causando-lhe um significativo sofrimento físico, emocional e prejuízo na saúde e em seus relacionamentos. Quando a Ansiedade é elevada ou intensa e o indivíduo não mais a controla e percebe que sua vida está sendo prejudicada pelos sintomas da ansiedade. É possível dizer que ele está com um problema emocional ou psicológico e que precisa de tratamento medicamentoso e/ou psicoterapêutico. Portanto, é importante que ele procure um profissional (psicólogo e/ou psiquiatra) para realização de um diagnóstico correto de sua ansiedade. Os Sintomas da Ansiedade são classificados em Físico e Cognitivo.

Sintomas Físicos:
*  batimento cardíaco acelerado;
*  boca seca;
*  cansaço fácil;
*  dificuldade para engolir ou “bola na garganta”;
*  esquiva de lugares que estimulam a ansiedade;
*  facilmente assustado;inquietação;
*  náusea, diarréia ou problemas estomacais;
*  respiração superficial;
*  rubores (calores) ou calafrios;
*  tensão muscular, dores musculares;
*  tonteira, vertigem;
*  transpiração não devido ao calor; mãos suadas;
*  tremores, espasmos musculares;
*  urinação freqüente;

Sintomas Cognitivos:
* dificuldade de concentração;
* dificuldade de pegar no sono ou dormir;
* incapacidade de lidar com dificuldades;
* irritabilidade;
* nervosismo;
* pensamentos freqüentes de perigo;
* pensamentos freqüentes de que algo ruim vai acontecer;
* preocupação freqüente;
* sentindo-se tenso ou excitado;