Artigos e Publicações

Acompanhe as publicações nas redes sociais/blog e saiba um pouco sobre o que é tratado em sessões de terapia

Transtorno Depressivo


A Depressão é uma doença que altera o equilíbrio do ser, distorcendo toda a sua visão de mundo.
A emoção sempre subjuga a razão, assim o humor leva praticamente todas as funções psíquicas a acompanhá-lo parcial ou totalmente para o pólo depressivo (pólo depressivo do humor em contraposição ao pólo maníaco, alegre).
O paciente tem consciência das coisas boas da vida, porém é impossível mudar seu humor.
A pessoa deprimida encontra-se desanimada, triste sem motivo aparente: diz que não sente mais alegrias. Fica, geralmente, mais quieta e muitas vezes o barulho lhe incomoda, tendendo a isolar-se. Seu interesse e prazer pelas atividades que praticava diminuem ou acabam.
Queixa-se frequentemente de que não está dormindo direito, de que seu sono é leve, de que está acordando durante a noite ou de que acorda na madrugada e não dorme mais. Porém, há depressões com hipersônia (muita sonolência).

Pode ter piora da memória e concentração por estar mergulhada em preocupações ou pensamentos negativistas. Seu pensamento e raciocínio tornam-se mais lentificados, com consequente dificuldade em tomar decisões. A sensação de fadiga, sentimentos de menos valia (inferioridade), de culpa, de ruína, desesperança, rejeição, de morte e suicídio (em casos mais graves) são freqüentes. Há diminuição da libido (desejo sexual), irritabilidade, insegurança e baixa auto-estima.
São geralmente desencadeadas por doenças, separações, perdas, mudanças, mortes, estresse, por drogas lícitas e ilícitas, alterações hormonais, ou outros eventos significativos na vida do indivíduo.
Diagnóstico 

Segundo o DSM-IV (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders- Fourth Edition), cinco ou mais destes sintomas listados abaixo, são obrigatórios por pelo menos duas semanas para o diagnóstico:

• Humor deprimido a maior parte do tempo, quase todos os dias
• Perda importante do interesse e prazer em todas ou quase todas as atividades
• Perda ou ganho de peso
• Insônia ou Hipersônia (muito sono)
• Retardo ou agitação psicomotora
• Desânimo, perda de energia
• Diminuição da concentração e da memória
• Sentimentos de pesar, fracasso, ruína, morte, culpa, falta de sentido na vida
• Dificuldade de tomar decisões
• Pensamentos recorrentes de morte e idéias de suicídio
• Pessimismo
• Persistência de pensamentos negativos
• Chorar facilmente
• Dificuldade para chorar
• Irritabilidade
• Impaciência
• Inquietação
• Ansiedade
• Perda de energia
• Dificuldade de iniciar tarefas
• Lentificação do pensamento
• Diminuição da habilidade de pensar
• Cansaço
• Desesperança
• Desejo de morrer, "não vale a pena viver"
• Dores no corpo

Os sintomas precisam demonstrar uma mudança em relação ao estado prévio; sendo obrigatória a presença de humor deprimido ou perda do interesse e/ou prazer. O diagnóstico não pode ser feito na presença do uso de substâncias ou de condição médica geral. A depressão prejudica em muito a vida normal do indivíduo. Necessariamente requer tratamento, Que deve ser com antidepressivos e psicoterapia (acompanhamento psicológico), porque além de melhores resultados, não criam dependência como os tranqüilizantes.



#Compartilhar

RUA AGNELO BITTENCOURT, 1221
sÃO FRANCISCO

aGENDAMENTO DE CONSULTAS

95 3624 1516 | 9168 3636