Artigos e Publicações

Acompanhe as publicações nas redes sociais/blog e saiba um pouco sobre o que é tratado em sessões de terapia

Transtorno Obsessivo Compulsivo - TOC


As obsessões são; Pensamentos, impulsos ou imagens conscientes, persistentes e repetitivas que são vivenciadas pela pessoa como intrusivas, inapropriadas e que causam muita ansiedade. Não são apenas simples preocupações do dia a dia.  A pessoa tenta ignorar, suprimir ou neutralizar com outros pensamentos ou ações (compulsões) estes pensamentos, imagens e impulsos obsessivos. O indivíduo reconhece que estas obsessões são produtos de sua mente.
As compulsões são:
Comportamentos repetitivos ou atos mentais conscientes sentidos com extrema urgência em resposta a uma obsessão que gera ansiedade ou em resposta a regras que têm que serem seguidas rigidamente. Com a realização da compulsão segue-se o alívio da ansiedade.
Os atos mentais ou comportamentos servem também para prevenir algum evento ou situação perigosa e não são associados de modo realístico, já que são feitos para neutralizar ou prevenir. Eé comum os indivíduos esconderem os sintomas por julgá-los vergonhosos e absurdos.
Sintomas
Os pensamentos obsessivos mais comuns são:
• Medo de contaminação
• Medo de deixar lugares destrancados
• Pensamentos sexuais inadequados
• Medo de cometer violências
• Pensamentos proibidos
• Questões morais
• Questões religiosas
Os rituais (compulsões) são das mais variadas formas, sendo as mais comuns:
• Tomar banho em determinada ordem
• Lavar as mãos ou roupas várias vezes por medo de contaminação (cumprimentar outro, pegar na maçaneta de portas, etc.)
• Preocupações em relação a perigos, levando a checagens de portas, fechaduras, gás, etc., de modo repetitivo
• Medo de cometer ato violento
• Necessidade de ter ordem e precisão
• Dar "passinhos" para trás e para frente
• Contar coisas repetidamente
• Arrumar objetos em determinada ordem também de modo contínuo e preciso
• Tocar coisas excessivamente
• Rezar compulsivamente

Via de regra, sempre são realizados para evitar a ansiedade intensa provocada por estes pensamentos intrusivos e involuntários, que são as obsessões.  Estes rituais são sempre repetitivos,  já que as obsessões também o são. Existem rituais mentais, onde o indivíduo tem um pensamento obsessivo e pensa algo diferente para neutralizar a ansiedade provocada pelo primeiro pensamento. Os casos variam de leves a graves.
Diagnóstico
Para se fazer o diagnóstico, temos que levar em conta a definição da doença. As obsessões e compulsões são sintomas típicos do Transtorno Obsessivo Compulsivo.
Mas, além disso, a pessoa tem que reconhecer que elas são excessivas, inadequadas, irreais e causam intenso sofrimento. Isto é um critério de saúde mental. As obsessões e compulsões consomem tempo do indivíduo (mais de uma hora por dia) e interferem significantemente em todos os campos da vida da pessoa.
O Transtorno não pode ser devido a efeitos fisiológicos, drogas, toxinas ou doenças. E é comum a associação com depressão e fobia social. As causas prováveis são genéticas e biológicas, alteração do ambiente social e familiar, e estresse. Pode aparecer em qualquer idade, porém há dois picos de incidência: na infância e em torno dos 30 anos. Sua incidência se dá igualmente em homens e mulheres.
O tratamento se faz com antidepressivos tricíclicos e antidepressivos inibidores da recaptação da serotonina em doses altas, associados à Terapia Cognitivo-Comportamental com bons resultados.

#Compartilhar

RUA AGNELO BITTENCOURT, 1221
sÃO FRANCISCO

aGENDAMENTO DE CONSULTAS

95 3624 1516 | 9168 3636